04 março 2015

PPC à mão armada

Podia causar sobressalto, mas só se for pela associação de ideias e imagens, porém a detenção de Paulo Pereira Cristóvão só faz sorrir quem compara as notícias de agora, com assaltos à mão armada em gang organizado, e as de há uns dois ou três anos quando depositava dinheiro em contas de árbitros. Como já disse em tempos, e se em vez de PPC fosse PdC?
 
Pelo menos nesta o Sporting pode estar descansado e pensar que no reino da Alvaláxia não há lunáticos e flibusteiros, apenas viscondes entre gente de bem. Realmente, o que tem PPC a ver com o Sporting?

Agora que se pretende confundir uma alegada fuga contributiva de tostões para aliviar as dores de prisão por milhões, também se dilui a responsabilidade institucional e criminal de um acto de um dirigente de clube agitando o fantasma de um comportamento moral e ético reprovável, mas não criminoso, sobre coacção a árbitros que chegou a dar despromoções desportivas.

A doença da infantilidade corrói espíritos mais maduros. A tragédia tuga é essa ainda hoje. E não saímos disto. Nem acredito, sequer, que as consciências sejam mais aliviadas, afinal. Basta ver os suspiros leoninos, tidos como adjectivos mesmo.

03 março 2015

Jorge Rouba agora nos adversários que a seguir vão defrontar o Benfica

O famoso ex-Superdragão continua em grande. Jorge Rouba vai a Braga na 6ª feira para o jogo do Porto. Parece escolha acertada, tem perfil e carisma, uma óptima escolha para um jogo grande. Coincide, porém, em voltar a actuar perante uma equipa que a seguir vai defrontar o Benfica.
 
O Arouca, mesmo com a débil Académica, perdeu de uma assentada 3 jogadores para a recepção ao Benfica. Jorge Rouba conseguiu selecionar os 3 jogadores à bica de uma suspensão. Assim a modos de um algarvio Nuno Almeida, que logrou pôr 3 portistas fora do derby do Bessa, ainda há dias.
 
O Braga tem Pardo e Aderlan Santos, salvo erro, à bica e depois do FC Porto vai visitar o Benfica. O BRaga que era alertado poder ficar sem alguns jogadores à bica na última jornada mas que não viram cartões, como outros clubes não vêem cartões para jogadores em risco. É a nova forma de avaliar o campeonato mais fraudulento de SEMPRE.
 
Yo non creo en brujas, ni tampoco en coincidências.
 
Os árbitros estão devidamente instruídos esta época, num tributo colectivo ao andor do campeão.
 
Não é o Braga-Porto que importa, mas onde vai jogar o Braga a seguir com jogadores em risco de suspensão. Tem sido assim, também assim, o modo de preparar e fazer as coisas por outro lado.
 
Sujinho, sujinho, sujinho.

Depois do tema IRS ou SS como se há 15 anos não andassem todos gregos a fugir aos impostos ante um PM que pedia para os outros fazerem as contas, como se fugir à SS, por querer ou sem querer, não fosse um tiro no pé à conta da reforma ou pensão futura, temos Pinto da Costa a elogiar árbitros como ASD, lembrando-nos que já em tempos, aí há uns 15 anos portanto, previa que Bruno Caixão chegasse a internacional. E se Pinto da Costa pareceria sério há 15 anos, hoje só se pode ironizar com a sua boutade sobre ASD.

Mas Pinto da Costa elogia ASD depois de há um ano ter pedido o seu afastamento? É claro que lapsos assim são bem piores que trocas e baldrocas no IRS ou SS e há quem não esqueça, mesmo quando nada têm a dizer da arbitragem do último clássico. Mas é assim!

Que dizer dos árbitros? Pois, Vasco Santos, outro tripeiro de merda que baixa as calças aos clubes da capital, lá estará no jogo do benfas em Arouca.

O árbitro que, segundo Pinto da Costa revelou, impediu a expulsão de um jogador do Guimarães no Dragão por entrada violenta de sola, levando Nuno Almeida a dar só amarelo, estará à cautela para não mostrar cartões a quatro ou cinco benfiquistas que poderiam ficar impedidos, por limite na acumulação, de defrontar o Braga.

E ainda há quem presuma ironia ou seriedade nas declarações de Pinto da Costa, que pode ter sido velhaco segundo os detratores em tempos, digamos há 15 anos quando até o FC Porto esteve 3 anos sem ser campeão à conta do "monstro adormecido" que deu Sporting-Boavista-Sporting na contagem dos campeonatos, mas agora é apenas velho e tem pouco para dar ou dizer.

Vamos levar com mais uma selecção criteriosa de árbitros para uma jornada fulcral que antecede outra.

Isto numa altura em que o Sporting acabou de elogiar um árbitro retirado, no caso Proença, tem tudo de esquizofrénico e só pode fazer rir, porque era difícil imaginar pior cenário e piores protagonistas.

Quando o treinador do FC Porto critica, semana após semana, as arbitragens, vir o presidente do FC Porto alegadamente pôr água na fervura após mais um jogo e mais um penálti por marcar, só pode ser gozo. E por conta própria. Uma casa de malucos de certeza. E uma gaiola dourada, com leveza arrepiante.

O «looping» de Lopetegui

Gostava de saber se foi mesmo deliberado que Jackson recuasse mais do que o normal, o deep lying centre-forward ao jeito de Hidgekuti no Inglaterra, 3 - Hungria, 6 de 1953 que assombrou o mundo, e Tello ficasse amarrado à direita para entrar como interior em vez de extremo para aproveitar o facto de Jonathan Silva defender mal por dentro.
 
É que Brahimi, mesmo apagado e muito vigiado, fez sempre o mesmo à esquerda, colado à linha como extremo puro.
 
Tello foi todo diferente do seu normal e mais por dentro do que por fora que era suposto fazer para, como extremo, cruzar para o pdl que não estava lá.
 
Acho que deve ter sido dos jogos com menos cruzamentos dos extremos para a área.
 
Porque terá sido?
 
Alguém reparou?

02 março 2015

Vamos lá mudar para tudo ficar na mesma... mudo

Parece que o chirivari vai por conta dos políticos e sua moral e ética há 15 anos, no virar do século que virou isto de pantanas e chegámos ao recurso à Troika, malfadada mas necessária, da forma que sabemos, precisamente pelo percurso, desde o fim do século XX, desta gente que ninguém devia recomendar a não ser que, fora os pecadilhos evasivos que todos tiveram - e atire a primeira pedra quem não pecou! -, de maior ou menor monta, haja alguém capaz de querer inverter e mostrar o que se deve fazer para Portugal mudar de vida e arrepiar caminho. Eu continuo a achar que há gente ignara a quem é desculpado não saber como ficou tramada para sempre mas há gente mais preparada e intelectualmente capaz que deve saber disto e de como recuperar e não voltar à porca miséria.
 
É como dizer que se este é o campeonato mais viciado de sempre - DE SEMPRE, repito - equivale ao que terá sido, dizem, nos anos 90 - quando os campeonato, NOTE-SE, eram repartidos e não poderiam ser bons num ano e maus no outro -, o desvario das arbitragens, como se dantes se fizessem por outro lado as patifarias que se têm feito na longa procissão que ainda vai no adro!
 
Isto leva-me inevitavelmente, porque polémicas estéreis de falso moralismo sabem tanto a ranço como demagogia de pacotilha servida abundantemente por quem quer voltar ao pote e que Portugal volte a ser a cloaca que sempre tem sido, descontroladamente, desde o 25/4, ao clássico que, por força desta emergência nacional de um montante de 4 mil euros mal pagos, como se fossem 4 mil milhões ou 25 milhões apenas, desapareceu das manchetes.
 
Da parte do clássico, é ler o que se escreve agora de Marco Silva e o que se escrevia em Outubro; ler o que se escreveu em Outubro de Lopetegui e o que não se escreve agora.
 
 
Ao contrário do que se pensa, ser treinador do FC Porto implica mais obrigações, nunca reclamadas a treinadores de outros clubes, e sujeito a mais desprezo. Apenas li por alto umas coisas em O Jogo e no JN, mas o traçado genérico fala do Sporting desaparecido e não do FC Porto encontrado consigo mesmo; em Outubro a tónica era diferente, falou-se do Sporting em grande e do FC Porto na mesma de forma depreciativa. E, contudo, o que podia ter sucedido no malfadado jogo da Taça de Portugal nenhum destes jornais evocou face ao que ali foi vertido há quatro meses apenas. O jornalismo escrito, que fica para a posteridade, revela uma falta de memória só equiparada à falta de desfaçatez, amiúde proclamada a políticos sem escrúpulos, mas equivalente à falta de vendas e falta de futuro que lhe subjaz.
 
Não arrepiam mesmo caminho, os pasquins, pelo que, como os políticos que querem que tudo mude mas deixando tudo na mesma, Portugal segue o caminho da servidão, descrito por Hayek.
 
Do mesmo modo, a miserável arbitragem do protagonista ASD - e não por culpa dos auxiliares, que estiveram bem em geral -, incapaz de se assumir como árbitro de categoria embora seja um árbitro de carreira, passou, como diz o inexpressivo JN, como se nada fosse porque o 3-0 é inapelável e não se fala mais nisso.
 
Este arrastar dos pés do futebol tuga - com o silêncio conivente das entidades superiores e a mestreia informativa de encontrar artifícios para desviar as atenções, como criticar Jesus para não falar das arbitragens que levam o Benfica ao colo e deixam o Arouca agora sem 4 jogadores para a próxima jornada - é apanágio do Portugalório insonso que nos tem servido uma chusma de parlatões capazes de manter os charlatães nos cadeirões. E com capatazes na Imprensa subserviente isto é mesmo de temer que não mude, mesmo que se proclame ou a Herdade Desportiva ou a ascensão socialista ao poleiro.

01 março 2015

ATrisado

Estes 3 golos na cara de Rui Patricio deviam ter acontecido no jogo da taça porque foram criadas ss mesmas ocasiões.  Os que reagiram à conta do resultado negativo agora lembram tanto isso como o que comeram ontem e o telefonema de anteontem para a Nicarágua...
Desta vez nem houve autogolo nem ocasião oferecida, ao invés o Sporting não enquadrou qualquer remate e ainda teve uns sustos valentes mas sai de saco cheio e a certeza de não jogar nadinha. O famoso treinador ex-Estoril jogou só com um avancado e depois trocou Montero por Slimani... a perder 2-0.
O FC Porto foi muito superior e o resultado espelhou pelo que não sobram dúvidas e as polémicas.
Mas o futebol pequenino do Sporting será ilibado ou desculpado por jogo europeu. A arbitragem mediocre de ASD não merecerá o crivo dos paineleiros com gritante discrepância disciplinar e mais faltas sobre Jackson por marcar. E mais um jogo pobre a não ajudar os pasquins a subir do limiar vegetativo.
Jackson sempre agarrado teve de fazer de pdl recuado para 2 assistencias primorosas que Herrera imitou. Os golos de pé direito do Tello será só uma ironia a esquecer a aposta deliberada de Lopetegui que não tem andor para ser levado nem de tuk-tuk... Mas a reabilitacao de Tello conta tanto como o apagamento de Quintero subalternizado por um Evandro que justifica mais onze.
E acabamos a noite a ouvir o pequenino treinador leonino com lamentos de falta de pernas e eficácia com demérito. Com a mesma desfacatez que lhe perguntam por Tello isolado porque marcou e não porque já podiam ter entrado em Outubro. ..

(corrigidos erros do smartphone da Banharia... e o canhoto do Tello, graças ao Baptista)

27 fevereiro 2015

Ó Torres vê se voltas depressa

Cada vez que vejo Quintero jogar perco a vontade. Este está cá há 3 anos e não aprendeu nada, o puto
campeão espanhol pelo Atl. Madrid - 1 golo ao Bétis em 2 jogos de titular e 5 como suplente utilizado - é mais pequeno, um pouco mais jovem mas muito mais maduro a assumir o jogo, está lesionado e já fez muita falta face ao escondido colombiano que raramente se vê onde devia andar.
Não sei como o FC Porto vai superar esta fase difícil de jogos, com Sporting, Braga e Basileia, mas confirmei o que escrevi depois do descalabro da Madeira: Quintero pode ir abanar o que tem sobre o pescoço a balançar para outro lado. Nem mentalidade tem, por isso aquilo ali em cima dos ombros abana muito e deve ser só pelo vento que estremece um pouco.
E ainda me arrepio quando no início das muitas experiências o Lopetegui punha os dois em simultâneo: um não subia e os dois ficavam em baixo.
Ontem, O Jogo já preparava a mudança.
Onde Quintero nunca aparecia, como destaquei na análise ao derby, Brahimi surgiu e incomodou a zona central defensiva do Boavista pois faltava apoio a Jackson nas costas. E ainda marcou um golo. 

Difícil é o Benfica queixar-se das arbitragens...

26 fevereiro 2015

O que é que eu disse de o Sporting preparar o clássico?

"O apuramento não é uma impossibilidade, mas atendendo à capacidade ofensiva do adversário, à necessidade que teremos em correr mais riscos do que hoje e ao fraco momento de forma de alguns jogadores chave, só mesmo um jogo perfeito do Sporting poderá permitir-nos dar a volta à eliminatória. Não gosto de atirar a toalha ao chão, mas confesso que não me chatearia se decidíssemos poupar alguns jogadores na próxima quinta-feira, de forma a irmos nas melhores condições possíveis ao Dragão".
 
 

Ainda bem que mais ninguém tem nada a ver com isto. Eu, pelo menos, nem sabia.

E ainda há aquelas coisas impagáveis, mas é preconceito de alemão de certeza...

25 fevereiro 2015

Três expulsões dos "B" no Oriental...

eh, eh, eh, vi apenas isso no "livescore", o site do clube nem tuge nem muge, em Lisboa devem rir-se à brava, logo o Oriental que levara domingo 3 do benfas e em que todos se deslumbraram com um meco qualquer que fez 2 golos. Maravilha a forma como isto corre, nem o site da Liga abri para ver o árbitro de turno...

ACT.: ouvi na rádio do carro que o ladrão tem credenciais, é o Tiago Martins novo internacional nomeado interinamente por Lisboa, ninguém o conhecia, mas é uma "aposta" já vista no Dragão a negar um penálti na taça da treta e amarelo a O. Torres por alegada simulação. Isto vai bem ou está boa a massa, como dizia um amigo meu aqui há tempos...